Jornal Praça Pública

Alvi-negras venceram na Madeira e em Guimarães

Tiago Carriola: Foto de Arquivo

Alvi-negras venceram na Madeira e em Guimarães

As vareiras venceram o CAB Madeira (74-80) e o Vitória de Guimarães (70-81) nas duas últimas jornadas da Liga Feminina de Basquetebol. Na Madeira, Gabriela Raimundo deu ‘baile’ às insulares e protagonizou uma exibição de luxo que lhe valeu a distinção de MVP da jornada. Em Guimarães a história repetiu-se e Gabriela Raimundo guindou a Ovarense ao segundo triunfo consecutivo na temporada.
Depois da partida em falso na Liga (as vareiras encaixaram duas derrotas nas duas jornadas inaugurais da prova), a equipa de Jorge Maia acertou o passo e em outras tantas jornadas triunfou e deu um salto na tabela classificativa.
Na deslocação à Madeira, as vareiras desde cedo deram mostras de que queriam trazer o triunfo para Ovar e, embaladas pela exibição de Gabriela Raimundo protagonizaram um primeiro período assertivo no ataque e construíram uma vantagem de sete pontos (14-21), que acabou por se revelar decisiva no desenrolar do encontro. As atletas insulares reagiram e até ao intervalo conseguiram anular a desvantagem, obrigando a Ovarense a sair para o descanso com uma igualdade no marcador (36-36).
A segunda parte começou como a primeira, com a Ovarense a aproveitar o bom momento de Gabriela Raimundo (17 pontos, 8 ressaltos e 5 assistências) para mandar na partida e voltar a ganhar uma vantagem de seis pontos (52-58). Só que desta vez a equipa vareira não abrandou o ritmo do jogo e não permitiu a reação das insulares, que mais não fizeram do que construir uma igualdade no parcial (22-22), não evitando a vitória da Ovarense nesta partida.
Já no passado fim de semana, na deslocação a Guimarães, o jogo teve o mesmo desfecho, mas a história foi um pouco diferente, ainda que com Gabriela Raimundo (16 pontos, 9 ressaltos e 5 assistências) a assumir, novamente, o protagonismo do jogo, a par da irmã, Ana Raimundo (17 pontos, 6 ressaltos e 3 assistências), de Bárbara Calvinho (17 pontos) e de Erika Williams (23 pontos).

Leia o artigo completo, na nossa edição impressa, que já se encontra nas bancas.

Artigos Relacionados