Jornal Praça Pública

Câmara Municipal de Ovar prolonga exposição “Olaria 3.7” até dia 31 de dezembro

Câmara Municipal de Ovar prolonga exposição “Olaria 3.7” até dia 31 de dezembro

Inicialmente prevista para estar patente na Escola de Artes e Ofícios, até ao final do ano de 2017, a Câmara Municipal de Ovar decidiu prolongar a exibição da exposição “Olaria 3.7”, até ao dia 31 de dezembro deste ano, embora não se saibam quais os motivos que levaram a esta decisão.
A exposição “Olaria 3.7” vem na sequência de exposições temáticas, relacionadas com com os ofícios tradicionais do nosso concelho, que a Câmara Municipal de Ovar, iniciou em 2014, sendo que já foram alvo destas exposições, a cordoaria e a tanoaria.
Esta exposição, leva-nos até finais do século XVII, altura em que a arte da olaria chegou ao nosso concelho. Já no século XIX, os principais núcleos de produção de olaria encontravam-se localizados no nosso município, nomeadamente em Válega e em Ovar, junto dos principais “barreiros” do concelho, de onde era extraído grande parte do barro, para o fabrico de produtos de cerâmica.
Desde então, todos os núcleos de produção, desta arte, que se caraterizava pela sua qualidade, pelas tipologias das formas e pela sua decoração, especializaram-se em determinados tipos de cerâmica, como aconteceu com o lugar da Regedoura, em Válega, que especializou-se na produção da cerâmica utilitária e de materiais de construção.
Assim, e até ao início da II Grande Guerra Mundial, as unidades de produção vareiras dedicaram-se a fornecer cerâmica para grande parte das feiras e mercados distribuidores da nossa região.

Leia o artigo completo, na nossa edição impressa, que já se encontra nas bancas.

Artigos Relacionados