Jornal Praça Pública

Centro de Arte de Ovar voltou a receber a tradição do “Cantar os Reis”

Manuel Correia

Centro de Arte de Ovar voltou a receber a tradição do “Cantar os  Reis”

Estamos no início de 2019 e, mais uma vez, as Troupes de Reis saíram à rua, para espalhar o nascimento de Jesus, pelo concelho, tendo pisado o palco do Centro de Arte de Ovar, na noite do passado dia 6 de janeiro.
O “Cantar os Reis 2019” arrancou às 20h30, de uma noite fria onde se viveu a magia desta tradição secular, e contou com a atuação de 14 Troupes de Reis adultas.
Durante o espetáculo, Salvador Malheiro, presidente da Câmara Municipal de Ovar, agradeceu a “todas as nossas extraordinárias troupes que já passaram por este palco e que ainda vão passar, não só no presente, mas também no passado, de uma tradição extraordinária muito vareira, muito nossa, que faz afirmar a nossa identidade, como poucas outras tradições”
Sobre a candidatura do “Cantar os Rei”s a Património Cultural e Imaterial nacional, o edil explica que foi decidido em 2016 “preparar uma candidatura, para fazer do ‘Cantar os Reis’, de facto, Património Cultural e Imaterial”, porém após apresentação dessa candidatura e de ter passado o “prazo máximo de 120 dias, nós estamos há dois anos à espera”.
Ainda sobre este assunto, o autarca afirma que “vamos continuar a interagir com o Ministério da Cultura, para que com bom diálogo possamos, de uma vez por todas, ter essa boa notícia, de ter a candidatura aprovada e finalmente ter o ‘Cantar os Reis’, como Património Cultural e Imaterial nacional”.

Artigos Relacionados