Jornal Praça Pública

Dia do Município de Ovar: Secretária de Estado da Saúde prometeu avançar com obras no bloco operatório do Hospital de Ovar

Manuel Correia

Dia do Município de Ovar: Secretária de Estado da Saúde prometeu avançar com obras no bloco operatório do Hospital de Ovar

Foi, no passado dia 25 de julho, durante a cerimónia de inauguração das novas instalações da Unidade de Saúde Familiar (USF) Alfa, em Válega, inserida na programação do Dia do Município de Ovar, que Rosa Valente Matos, Secretária de Estado da Saúde, prometeu que o Governo irá fazer “a obra do bloco operatório, que tanto é desejado, no Hospital de Ovar”, para “começarmos a realizar as pequenas intervenções”, uma vez que “precisamos, realmente, que o Hospital de Ovar, seja um hospital de proximidade”, para resolver “80 por cento dos problemas das pessoas”, disse.
Na cerimónia onde também estiveram presentes, Salvador Malheiro, presidente da Câmara Municipal de Ovar, Jaime Almeida, presidente da Junta de Freguesia de Válega, e Rosa Reis Marques, presidente da Administração Regional de Saúde (ARS) do Centro, Rosa Valente Matos destacou tratar-se de uma infraestrutura onde “os espaços novos são muito bons”, e salientou que “mais importante que o espaço, é o que está lá dentro”. Por outras palavras, lembrou a Secretária de Estado, “podíamos ter este centro de saúde muito bonito, mas não funcionar”, ou seja “sem pessoas. O importante são os profissionais, que todos os dias prestam cuidados de saúde”. Rosa Valente Matos lembrou, ainda, que “todos os dias, nos nossos cuidados de saúde primários”, os profissionais do Serviço Nacional de Saúde cuidam de “cerca de 82 mil pessoas”, atendendo “82 mil consultas diárias”.
Para Jaime Almeida, tratou-se da inauguração de uma “Unidade de Saúde Familiar que está, agora, ao serviço do povo de Válega e de São Vicente de Pereira”, e que foi possível concretizar com a ajuda de Salvador Malheiro “que teve coragem para avançar, realmente, com este projeto”. O presidente da Junta de Freguesia de Válega salientou, ainda, que “só se conseguem fazer grandes coisas, quando há grandes homens e grandes mulheres à frente da política, porque a política é para servir as pessoas, não para as pessoas se servirem da política”, defendeu.
Salvador Malheiro frisou que, o Dia do Município de Ovar é o dia “em que nós nos devemos encontrar todos, sem exceção, num só abraço”, e destacou o “clima de união e de mobilização” de todos os que se quiseram associar à inauguração da USF de Válega, que simboliza a “concretização de um sonho reivindicado pela população de Válega”, disse o edil. Para o presidente da Câmara Municipal de Ovar, “é assim que se trabalha. Colocando, o interesse do próximo, o interesse dos nossos concidadãos, o interesse de Válega, o interesse do município de Ovar, acima de qualquer interesse político-partidário, ou acima de qualquer interesse pessoal”.
De realçar que a construção das novas instalações da USF Alfa representa um investimento de 868.883 euros mais IVA, dos quais, 85 por cento foram comparticipados pelo Programa Operacional Centro 2020, e os restantes 15 por cento, pela Câmara Municipal de Ovar.
Porém, as comemorações do Dia do Município de Ovar, este ano, marcadas pelo 34º aniversário da elevação de Ovar a cidade, arrancaram, bem cedo, por volta das 9h30, com uma Guarda de Honra às corporações de Bombeiros do concelho de Ovar, e com a cerimónia do Hastear das Bandeiras, seguindo-se uma Sessão Solene, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.
Em dia de festa, Salvador Malheiro salientou sentir que “não existe nada mais gratificante do que, com o exercício do poder autárquico, podermos contribuir para o incremento da felicidade dos nossos concidadãos”. Segundo o edil, o que faz do povo vareiro “um povo excecional, é, sobretudo, o valor exacerbado que atribuímos à nossa terra, à nossa história e ao nosso território”. Por isso, disse Salvador Malheiro, “hoje é o dia de nos vermos puxar pelo nosso instinto vareiro, e apelar à unidade e à mobilização de todos para responder à chamada da história” com vista a encarar o futuro incerto.

Leia o artigo completo, na nossa edição impressa, que já se encontra nas bancas.

Artigos Relacionados