Jornal Praça Pública

Auditório do Grupo de Teatro Renascer encheu para receber a peça “Porta com Porta” e o ator Ruy de Carvalho

Manuel Correia

Auditório do Grupo de Teatro Renascer encheu para receber a peça “Porta com Porta” e o ator Ruy de Carvalho

O auditório do Grupo de Teatro Renascer, encheu, no passado dia 29 de outubro, para receber a peça “Porta com Porta”, de Lázaro Matheus, encenada por Celso Cleto, e protagonizada pelos atores Sofia Alves e João de Carvalho, que contou, no meio do público, com a presença especial do ator Ruy de Carvalho.
“Porta com Porta”, trata–se de uma comédia romântica, que retrata a história de Rute (Sofia Alves), uma mulher, com cerca de 40 anos, independente, que resolve comprar um apartamento, num edifício de luxo, em Oeiras.
Porém, quando Rute se encontra a um passo de atingir mais um patamar, na sua independência, acontece alguma coisa que não estava e que ela não consegue controlar: o reencontro com Tony (João de Carvalho), seu ex-marido, que se instala, porta com porta, no apartamento mesmo ao lado do de Rute.
Porém, Tony, que tem 55 anos, está longe de ser o vizinho ideal, para Rute, e os problemas ocorrem, logo no primeiro encontro.
No final da peça, João Gomes, presidente do Grupo de Teatro Renascer, fez questão de realçar que “o Grupo de Teatro Renascer está a fazer 25 anos” e que “o Festival (de Teatro de Esmoriz) faz 18”, razão pela qual, “temos aqui, um dos grandes amigos, um dos impulsionadores do Grupo de Teatro Renascer, o nosso querido Ruy (de Carvalho), que (este ano) faz 90 anos (de idade), e 75 anos de carreira”.
Por sua vez, o ator Ruy de Carvalho afirmou que “se há momentos felizes, na vida de uma pessoa, é com certeza, este, um deles”.
Ruy de Carvalho continua dizendo que “sempre que aqui venho, renasço, e hoje renasci, no Renascer”. “Vamos Renascer, todos os dias, nesta bela casa, e neste espírito maravilhoso”, deste “grupo de teatro”, acrescenta.
O ator aproveitou a ocasião para pedir que “amem o teatro, como nós o amamos”, porque “os espetadores (que não vão ao teatro), não sabem” o que perdem “e sem vocês, não somos ninguém” e agradece “pelo vosso carinho, pelo vosso amor”, despedindo-se com um “até sempre”.
Por sua vez, Pedro Coelho, representante da Câmara Municipal de Ovar, começou por agradecer “na pessoa de João Gomes e de Alcides, pelo convite formulado à Câmara Municipal, para estar aqui, hoje, e poder desfrutar desta magnífica peça”.
O autarca considera que este “foi um momento extraordinário, um momento, de cultura, que nos enche a todos, e que é aquilo que precisamos, também, no nosso município, que é esta componente da cultura, que bem, o Grupo Renascer, aqui nos traz e procura promover, não só com este Festival, e este mês e meio de espetáculos que põe em cena, mas também, ao longo do seu trabalho, proporcionando, às nossas gentes, aos nossos jovens, aos nossos mais velhos, às nossas crianças, o contacto e a vivência, com esta componente fundamental, que é o teatro”.

Leia o artigo completo, na nossa edição impressa, que já se encontra nas bancas.

Artigos Relacionados