Jornal Praça Pública

Jermel Kennedy dá ‘poder de fogo’ ao ataque da Ovarense

DR

Jermel Kennedy dá ‘poder de fogo’ ao ataque da Ovarense

A Ovarense perdeu, é certo, em casa, com a Oliveirense, e na Luz, frente ao Benfica, mas em ambos os jogos o desfecho poderia ter sido outro.
Frente à Oliveirense os vareiros não entraram bem no jogo e em apenas dez minutos viram os visitantes dispararam para uma vantagem de oito pontos (24-32) no marcador, que refletia o mau desempenho defensivo do conjunto alvi-negro. Com William Perry (28 pontos) e Kyle Anderson (18 pontos) imparáveis no ataque, os vareiros conseguiram entrar nas contas do jogo, ainda antes do intervalo. Com uma defesa mais assertiva, a equipa de Nuno Manarte construiu um parcial de 22-17 e na saída para os balneários deixou tudo em aberto e para ser resolvido na segunda parte (46-49).
No regresso dos balneários as coisas voltaram a não sair bem à Ovarense, que claudicou na defesa e permitiu que a Oliveirense voltasse a ganhar uma ligeira vantagem, sentenciando, praticamente, a partida. Os alvi-negros tentaram reagir, mas nos últimos dez minutos não foram capazes de dar a volta ao marcador (83-97), e acabaram o encontro com protestos à atuação da equipa de arbitragem.
Na Luz, no passado sábado, a história do jogo foi diferente e desde cedo se percebeu que a Ovarense iria discutir o resultado até ao final da partida.
Com Jermel Kennedy (17 pontos, 6 ressaltos e 6 assistências) já ambientado (chegou a Ovar no dia anterior ao jogo com a Oliveirense), a Ovarense voltou a estar assertiva no ataque e melhorou no capítulo defensivo, o suficiente para fazer tremer o Benfica, particularmente na segunda parte.

Leia o artigo completo, na nossa edição impressa, que já se encontra nas bancas.

Artigos Relacionados