Jornal Praça Pública

Museu de Ovar atribui nome de Sala a José Augusto de Almeida

Museu de Ovar atribui nome de Sala a José Augusto de Almeida

Foi no passado sábado (dia 9 de abril) que, durante a inauguração da exposição “Percurso”, que reúne desenhos e aguarelas de José Maia de Almeida (Zé Maia), que o Museu de Ovar batizou a sala onde decorre esta exposição, com o nome do seu primeiro diretor, José Augusto de Almeida, surpreendendo todos os presentes. Após descerrar a placa com o nome da sala, a convite de Manuel Cleto, diretor do Museu de Ovar, Zé Maia, autor da exposição e filho de José Augusto de Almeida, mostrou-se bastante emocionado, com esta homenagem ao seu pai, mas mesmo assim fez questão de afirmar que “o meu pai estará muito satisfeito pelo trabalho desta direção”, acrescentado ainda que “esta casa diz-me muito”, visto que Zé Maia acompanhou o trabalho do seu pai, razão pela qual considera o Museu de Ovar como “uma segunda casa”. Zé Maia, aproveitou a ocasião, para lançar, à Câmara Municipal de Ovar, o desafio de colaborar com o Museu de Ovar na luta pela perseverança da memória de José Augusto de Almeida, e do contributo que este prestou à cultura, uma vez que esta cerimónia contou com a presença de Domingos Silva, vice-presidente da Câmara Municipal de Ovar.
No mesmo dia, e ao mesmo tempo que decorria a inauguração de “Percurso”, na sala ao lado, decorria a inauguração de uma outra exposição de pintura, com obras da autoria de Juliana Ferreira e de Carolina Vieira, finalistas do curso de Artes Plásticas da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.
Ambas as exposições estão patentes no Museu de Ovar, até o dia 7 de maio.

Artigos Relacionados