Jornal Praça Pública

Nuno Cardoso regressou ao palco do Centro de Arte de Ovar para apresentar “APEADEIRO”

Manuel Correia

Nuno Cardoso regressou ao palco do Centro de Arte de Ovar para apresentar “APEADEIRO”

Nuno Cardoso regressou ao palco do Centro de Arte de Ovar, na passada noite de 21 de setembro, para apresentar, em estreia absoluta, a peça “APEADEIRO”.
“APEADEIRO” é a terceira etapa de uma triologia, ainda sem nome, referente ao mundo do espectáculo, sendo o mais autobiográfico das duas etapas anteriores.
Tendo como ponto de referência, Canas de Senhorim, local onde Nuno Cardoso nasceu e cresceu, tendo como base, a frase “o meu corpo é a minha terra, a minha terra está no meu corpo”, inicia-se, então, um processo de procura de um lugar de criação, dentro da memória corporal, ligado a um determinado contexto social e geográfico.
Desta forma, tendo em mente que o intérprete, está num determinado lugar, surge um exercício de memória e, simultaneamente, um espectáculo que simboliza um território de celebração que liga o imaginário residente na memória a um universo real e presente no quotidiano.

Artigos Relacionados