Jornal Praça Pública

Estreia de “O Meu Caso” encerrou a 25ª edição do Festovar

Manuel Correia

Estreia de “O Meu Caso” encerrou a 25ª edição do Festovar

Foi no passado dia 24 de novembro, que a 25ª edição do Festovar terminou com a estreia de “O Meu Caso”, a 69ª produção da Contacto.
“O Meu Caso” trata-se de uma farsa, de José Régio, com toques de comédia, encenada por Manuel Ramos Costa, na qual é retratado o ambiente vivido numa estreia de uma peça de teatro, sendo que logo no início, o Desconhecido invade o palco, afirmando que vai revelar a todos, “O seu caso”.
Desta forma, é gerada uma enorme confusão, onde o Empregado, que tentou impedir o Desconhecido de entrar em palco, começa por pedir desculpas aos espetadores, alegando que o Desconhecido está fora de si e que não foi ele quem o deixou entrar.
Por outro lado, o Empregado mostra-se preocupado, pois tem medo de ser despedido, porque passa por diversas dificuldades financeiras e a mulher tem problemas de saúde, razão pela qual, convida, desesperadamente, porém sem sucesso, o Desconhecido a sair.
Durante a peça são várias as personagens que sobem ao palco, como a Atriz, o Autor, a Diva, ou o Espetador, querendo contar “o seu caso”, mostrando que nesta peça de teatro, podemos ver o teatro a falar sobre si mesmo, transparecendo, também, uma análise à problemática das relações humanas.
Já durante a cerimónia de encerramento do XV Festovar, Fernando Rodrigues, diretor artístico do Festovar, começou por dizer, em tom de brincadeira, “que melhor maneira do que esta, de fazer um auto exame, uma consulta psicanalítica a nós próprios e a vocês”.
Para o diretor artístico do Festovar, “são vocês também que dão o ser a este evento, que acaba por culminar o ano de trabalho da Contacto. Um ano de trabalho preenchido com diversas iniciativas. O Festovar, que está a terminar, o Festinfância, para a infância, que já vai na sua 10ª edição”, onde são “cerca de 2700 crianças, das escolas do concelho de Ovar, que passam por aqui”.

Leia o artigo completo, na nossa edição impressa, que já se encontra nas bancas.

Artigos Relacionados