Jornal Praça Pública

Ovar: Mostra Intergeracional de Teatro: Quatro espetáculos transversais às várias idades

Fernando Souteiro

Ovar: Mostra Intergeracional de Teatro: Quatro espetáculos transversais às várias idades

Durante três dias, teve lugar, na antiga Escola Primária do Carvalho (Válega), a Mostra Intergeracional de Teatro de Ovar (MITO), uma iniciativa levada a cabo pela Associação Sol d’Alma onde foram apresentados quatro espetáculos teatrais de boa qualidade, onde o amor, o ódio, a paixão e a fraternidade estiveram presentes.
O certame abriu com a produção teatral “Nunca estive em Bagdad”, pelo Orfeão de Ovar, encenada por Leandro Ribeiro, uma peça que retrata uma história de amor em tempo de guerra.
No dia seguinte foi apresentada, pelo Grupo Start, de Aveiro, a peça “Ménage”, uma história centrada em duas criadas, que são reprimidas pela sua condição social e tentam encontrar o seu espaço na sociedade. No último dia do MITO, foram apresentadas, ao final da tarde de domingo, as peças “O Príncipe Nabo” e “A Lenda Mal Contada”. A primeira produção teatral é um texto de Ilse Losa, que foi levado à cena pelo grupo Sol d’Alma. Já a peça “A Lenda Mal Contada”, foi levada à cena pelos Sopros de Ovar.
De destacar que, em todas as peças houve casa cheia, com os 70 lugares do auditório do Sol d’Alma a serem poucos para tantos pretendentes.
No final do evento, Leandro Ribeiro destacou que o MITO “apresentou um programa diversificado e contínuo, que é transversal a todas as idades”, realçando que as produções teatrais apresentadas, “levam o público a reagir”.

Leia o artigo completo, na nossa edição impressa, que já se encontra nas bancas.

Artigos Relacionados