Jornal Praça Pública

Ovar: Zona escolar vai ter pistas pedonais e cicláveis

DR

Ovar: Zona escolar vai ter pistas pedonais e cicláveis

A Câmara Municipal de Ovar consignou, no passado dia 14 de janeiro, a construção de pistas pedonais e cicláveis, na zona escolar, uma obra que Salvador Malheiro, presidente da autarquia, considera ser “estruturante, que visa a promoção da mobilidade suave e do uso da bicicleta e que colocará Ovar, mais uma vez, na primeira linha dos municípios que promovem a diminuição da pegada ecológica”.
Trata-se de uma empreitada adjudicada por 305 mil euros euros, e que tem um prazo de execução de 120 dias, englobando três áreas de intervenção.
Entre a Avenida Dr. Francisco Sá Carneiro e a Rotunda da Estação, será criada uma nova pista com uma extensão de mais de 400 metros, que permitirá a ligação da pista ciclável com início na EN327, cruzando a rotunda das Escolas e finalizando na Rotunda da Estação, proporcionando uma ligação ao Parque Urbano de Ovar.
Já entre a Habitovar e a Pousada da Juventude, será construída uma pista com extensão de mais de 1500 metros, que garantirá a ligação entre um grande aglomerado urbano e a ciclovia da EN327.
Finalmente, entre a Habitovar (Rua Dr. António Manarte) e o Centro Comercial Dolce Vita, irá surgir “uma pista com uma extensão de cerca de 1400 metros, que efetuará a ligação da Habitovar à EN327, designadamente à zona comercial e desportiva.
Salvador Malheiro defende que, a construção de pistas pedonais e cicláveis, na Zona Escolar se enquadra no Plano Estratégico de Desenvolvimento do Município de Ovar, visando a promoção do uso da bicicleta não apenas para fins recreativos e desportivos.
O autarca lembra que o seu executivo, “herdou uma rede de ciclovias já bem estruturada, a qual temos vindo a consolidar e ampliar”. Agora, diz Salvador Malheiro, “com a construção destas novas pistas, incluindo a da Av. do Emigrante, que terá início em breve, vamos dar mais um salto qualitativo, colocando Ovar na primeira linha, no que diz respeito a municípios que promovem a diminuição da pegada ecológica através da mobilidade suave”.

Leia o artigo completo, na nossa edição impressa, que já se encontra nas bancas.

Artigos Relacionados