Jornal Praça Pública

Simulacro de acidente com aeronave militar chamou à atenção dos mais curiosos

Manuel Correia

Simulacro de acidente com aeronave militar chamou à atenção dos mais curiosos

A Base Aérea de Maceda, levou a cabo, conjuntamente com a Câmara Municipal de Ovar, no passado dia 19 de novembro, no Parque Nossa Senhora da Graça (em frente à Biblioteca Municipal), um simulacro, que teve por base um acidente com uma aeronave militar.
A ação deste simulacro teve início com um Alouette III (helicóptero geralmente usado para transportar náufragos), vindo da Praia de Esmoriz, que transportava um náufrago, quando, devido ao mau tempo, houve uma peça que se soltou, fazendo com que o helicóptero se despenhasse, provocando quatro feridos (um dos quais encarcerado), dez carros destruídos (dos quais, dois em chamas, e dois com vítimas encarceradas) e alguns focos de incêndio.
Como destacaou Salvador Malheiro, presidente da Câmara Municipal de Ovar, “os acidentes graves e as catástrofes naturais podem acontecer a qualquer momento”, razão pela qual, “temos que estar prontos e aptos para tudo”. Por estes motivos, o autarca, considerou que foi feita “história”, uma vez que “estamos a dar um exemplo diferente, daqueles que têm acontecido no país”, uma vez que “o que está aqui em causa é preparar todos os agentes da Proteção Civil”, assim como todos os agentes das autoridades locais, para eventuais acontecimentos deste género, dentro, ou fora do concelho de Ovar”.

Leia o artigo completo, na nossa edição impressa, que já se encontra nas bancas.

Artigos Relacionados