Jornal Praça Pública

Sociedade Musical Boa União comemorou o seu 129º aniversário com “Contos e Lendas com Melodia”

Manuel Correia

Sociedade Musical Boa União comemorou o seu 129º aniversário com “Contos e Lendas com Melodia”

Foi na noite de 1 de dezembro, que o Centro de Arte de Ovar voltou a encher para receber “Contos e Lendas com Melodia”, o concerto comemorativo dos 129 anos da Sociedade Musical Boa União, também conhecida como Banda Nova.
Entre as várias pessoas que assistiram a este concerto, estavam Salvador Malheiro, presidente da Câmara Municipal de Ovar, e Bruno Oliveira, presidente da União das Freguesias de Ovar, São João, Arada e São Vicente de Pereira Jusã (UFO).
Durante este espetáculo, e sob a direção do maestro Bruno Pereira, a Sociedade Musical Boa União tocou temas de contos, lendas, filmes ou séries de televisão, como “Guilherme Tell”, “O Senhor dos Anéis” ou “Fame”.
Um dos grandes momentos da noite, foi quando a Sociedade Musical Boa União tocou, acompanhada pela voz incrível de Beatriz Amaral, “Amor a Portugal”, composta, em 2003, pelo italiano Ennio Morricone e originalmente cantada por Dulce Pontes.
Destaque ainda para o momento em que se fez ouvir, um medley composto por músicas do álbum “Innuendo”, o último álbum de originais dos Queen.
No final do concerto, David Almeida, presidente da Sociedade Musical Boa União, afirmou estar “firmemente convencido, que não deram por mal empregue o tempo que aqui estão a passar”.
Segundo o David Almeida, “este espetáculo foi pensado, fazendo a ligação entre aquilo que são narrativas associadas a contos, aos seus intérpretes”, que considerou serem “lendários, e também, à associação que fazemos logo, entre algumas melodias e esses contos e esses intérpretes”.
O presidente da Sociedade Musical Boa União terminou o seu discurso, mostrando que a banda a que preside está disponível para colaborar com a autarquia, no que for preciso, e explicando que “procuramos fazer um trabalho que dignifique a música, que dignifique a cultura e que dignifique, também, o concelho de Ovar”.
Por sua vez, Salvador Malheiro, considera que “é, de facto, um orgulho muito grande, para o município de Ovar, ter uma banda com esta qualidade”.

Leia o artigo completo, na nossa edição impressa, que já se encontra nas bancas.

Artigos Relacionados