Jornal Praça Pública

Vareiras tiveram outra vez o pássaro na mão e deixaram-no fugir

Tiago Carriola

Vareiras tiveram outra vez o pássaro na mão e deixaram-no fugir

A Ovarense perdeu nas duas últimas jornadas da Liga Feminina de Futebol e está na décima posição da tabela classificativa. As vareiras até estiveram a vencer confortavelmente nos dois jogos, mas não tiveram arte para segurar as vantagens.
Na deslocação ao Estoril, a equipa de Paulo Campino entrou em campo praticamente a vencer, já que aos quatro minutos a guarda-redes do Estoril introduziu a bola na sua própria baliza e colocou a Ovarense na frente do marcador. As vareiras galvanizaram-se com a vantagem e aos 21 minutos viram Beatriz Rodrigues apontar o segundo golo, que acabou por fazer abanar o Estoril, que acabou por sofrer o 0-3, aos 36 minutos, por intermédio de Ana Silva.
A vantagem de 0-3 ao intervalo até poderia fazer antever uma segunda parte mais tranquila para as vareiras, contudo as contas saíram ao contrário para a equipa de Paulo Campino, que apenas resistiu até aos 56 minutos, altura em que o Estoril apontou o primeiro golo. A pressão das estorilistas intensificou-se e aos 62 minutos Mariana Coelho reduziu para 2-3 e colocou ainda mais pressão nas atletas vareiras.
A Ovarense reagiu e sacudiu a pressão, mas já dentro dos últimos dez minutos acabou por ‘pagar a fatura’ com o consentimento de mais dois golos, apontados aos 84 minutos e aos 87 minutos. A derrota acabou por acontecer para as hostes vareiras, numa partida onde as alvinegras tiveram tudo para vencer.

Leia o artigo completo, na nossa edição impressa, que já se encontra nas bancas.

Artigos Relacionados