Câmara instala ‘hospital de campanha’ para evitar propagação do coronavírus no Lar da Stª Casa da Misericórdia de Ovar

Câmara instala ‘hospital de campanha’ para evitar propagação do coronavírus no Lar da Stª Casa da Misericórdia de Ovar

O óbito por Covid-19, que se registou ontem, dia 27, na Stª Casa da Misericórdia de Ovar, levou a autarquia vareira a apostar na instalação de um ‘hospital de campanha’, tudo para evitar a propagação do vírus entre os utentes, auxiliares e funcionários da instituição.
Como revelou Salvador Malheiro, a partir de hoje, dia 28, “por iniciativa da Câmara Municipal de Ovar, todos os utentes estão a ser testados à Covid-19, no Hospital de Ovar”. Ao mesmo tempo, garante o presidente, a Câmara de Ovar está a “preparar um espaço novo, para separar os utentes que estão sintomáticos, daqueles que ainda não apresentam sintomas nenhuns”.
Em mais um momento sensível para Ovar, Salvador Malheiro voltou a colocar o dedo na ferida e apontou à tutela. “Sentimo-nos sós, com muito pouco apoio por parte da Segurança Social e com muito pouco apoio por parte do Ministérios da Saúde”. Ainda assim, disse o autarca, “cá estamos, a preparar, em contínuo, autênticos hospitais de campanha para fazer face a esta catástrofe, que está a assolar o município de Ovar”.
Ao 11º dia de cerca sanitária, o número de casos confirmados de Covid-19 no município de Ovar é agora de 178, mais 30 do que ontem. Ovar é a localidade onde se registam mais casos confirmados (58), seguida de São João de Ovar (57) e Válega (25). Esmoriz manteve os 13 casos confirmados de ontem, assim como Cortegaça, os mesmos 5, e São Vicente de Pereira, os mesmos 4. Arada, que ontem tinha 10 casos, foi a localidade onde se registou o acréscimo de mais um caso positivo (11), e Maceda passou de 2 para 5 casos de Covid-19, confirmados.

CATEGORIAS