fbpx
Dívida de 200 mil euros coloca futuro da Ovarense em risco

Dívida de 200 mil euros coloca futuro da Ovarense em risco

Em ano de centenário, a Ovarense volta a viver um período negro na sua história e o seu futuro volta a estar em risco. Ao PRAÇA PÚBLICA, António Godinho, recentemente reeleito presidente do clube, fez um balanço positivo da época desportiva, e apontou a pandemia como a principal razão que conduziu ao substancial aumento do passivo do clube, que diz acreditar poder resolver-se em apenas um ano, caso tudo volte normalidade.
Mas, o grande problema do clube é outro, pois está a contas com uma decisão do Tribunal, que obriga a Ovarense a pagar uma dívida de cerca de 200 mil euros à Massa Insolvente da Associação Desportiva Ovarense. Trata-se, diz António Godinho, de um “problema muito sério, que tem de ficar resolvido nos próximos 45 dias”. Caso isso não aconteça, o clube pode mesmo fechar as portas, alerta o presidente do clube, que diz que só com envolvimento dos sócios, das instituições vareiras e dos titulares que as lideram é que pode ser encontrada a solução para este problema.

Ler entrevista completa na edição impressa

CATEGORIAS