fbpx
Foliões festejaram o Carnaval de Ovar em casa

Foliões festejaram o Carnaval de Ovar em casa

O Carnaval de Ovar conheceu, em 2021, um entrave histórico à sua realização. A luta contra a pandemia Covid-19, que já dura há quase um ano, mantém o país em estado de emergência e continua a fazer-se com recurso a um confinamento geral, que obrigou os foliões vareiros a improvisar para festejar o Carnaval de Ovar de uma forma sui generis, isto é, em casa.
O Serviço do Carnaval da Câmara Municipal de Ovar, entidade organizadora do Carnaval de Ovar, pôs mãos à obra e idealizou um programa de festejos carnavalescos diferente, que proporcionou aos milhares de foliões vareiros 15 dias de autêntica ‘folia digital’. Mas não só. Cumprindo todas as regras que o confinamento determina, a autarquia envolveu a comunidade local em diversas iniciativas e apelou à participação dos foliões, que não faltaram à chamada, fazendo do Carnaval de Ovar 2021 um momento que ficará para a história da cultura ovarense.
O Carnaval de Ovar 2021 arrancou, em janeiro, com o anúncio do desafio “Pintar Máscaras de Carnaval”, que em poucos dias viu as participações esgotadas, em resultado da mobilização e entusiasmo demonstrados pelos foliões vareiros.
As máscaras que resultaram do trabalho dos vareiros foram colocadas nas fachadas dos edifícios da autarquia, nas ruas e em locais emblemáticos de Ovar, e ainda em casas dos particulares que se associaram à iniciativa, engrandecendo-a das mais diversas formas, algumas verdadeiramente criativas, como foi o caso da máscara da autoria de Miguel Martins, que mereceu o devido destaque por parte de Alexandre Rosas.
O vereador da cultura da autarquia ovarense defendeu que “não há mesmo limites para a criatividade e fantasia” e destacou “a máscara de Miguel Martins pela sua originalidade”. Trata-se de uma máscara que foi “feita com plásticos e resíduos apanhados na Praia dos Marretas – Torrão do Lameiro”, frisou o autarca.
Ao sucesso desafio “Pintar Máscaras de Carnaval”, seguiu-se outro, intitulado “O Jogo da Memória”, lançado no dia 1 de fevereiro. Utilizando as personagens do cartaz do Carnaval de Ovar 2021, o Jogo da Memória visava treinar a concentração e a memória dos jogadores, podendo ser jogado por um ou vários jogadores.
O grande momento, por ventura o mais simbólico da edição de 2021 do Carnaval de Ovar, aconteceu no dia 3 de fevereiro, com a inauguração do “Monumento ao Carnaval”, de Ovar. Instalado na Praça da República, o “Monumento ao Carnaval” “foi idealizado e concebido por todos os Grupos e Escolas de Samba”, adiantou o Serviço do Carnaval de Ovar. Tratou-se de uma homenagem ao pintor Zé Penicheiro, falecido em 2014, concretizada num projeto desenhado por Geny Seixas e executado por diversos elementos dos Grupos Carnavalescos, de Passerelle e Escolas de Samba de Ovar.
Como explicou Geny Seixas, o “Monumento ao Carnaval” é uma caricatura de Zé Penicheiro, onde as cores das letras OVAR representam as cores do estandarte da cidade.
Com a Praça da República e a fachada da Câmara Municipal ‘engalanadas’, mas com os foliões em casa, Salvador Malheiro reagiu nas redes sociais para “agradecer aos nossos Grupos e Escolas de Samba, por todo o trabalho que têm feito e que têm tornado o Carnaval de Ovar, ao longo de décadas, numa festa do povo para o povo e da qual, todos os vareiros, se orgulham tanto”.
O autarca lembrou que a luta contra a pandemia obrigou os foliões vareiros a terem de se “adaptar às circunstâncias”, e destacou que a autarquia “criou condições para que, a partir de casa, todos pudessem participar neste carnaval diferente”.

#ovarcarnaval2021emcasa
A programação do Carnaval de Ovar 2021 arrancou no dia 30 janeiro, com a atuação dos DJ’s John Santo e Night Boy, em streaming nas páginas do facebook e do Youtube do Carnaval de Ovar.
Esta iniciativa repetiu-se até aos últimos dias do Carnaval de Ovar 2021, com diversos protagonistas a utilizarem a ‘cabina’ instalada nas Escola de Artes e Ofícios, fazendo chegar pelas redes sociais ou por outros canais digitais música propícia desta época de folia.
O DJ Edgar Marquez atuou no dia 5, os DJs Out of the Box no dia 6, e o DJ David Ribeiro no dia 7.
Na noite do Quim Barreiros, quinta-feira antes do carnaval, assinalou-se a Noite Dominó, com a performance do DJ Sardinha, no dia 12 atuou o DJ Mark Villard, e no sábado à noite os foliões vibraram com a música oferecida pelo DJ RR Project.
A noite do domingo gordo foi preenchida com a proposta do DJ Rui Marques, e a noite que seria ‘Mágica’ teve a atuação do DJ Johnny Light.

CATEGORIAS