fbpx
GNR apreendeu 21 majoeiras entre Espinho e o Furadouro

GNR apreendeu 21 majoeiras entre Espinho e o Furadouro

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC) da GNR aprendeu, no passado dia 6, 21 redes majoeiras entre as praias de Espinho e do Furadouro.
Segundo esta fonte policial, esta apreensão aconteceu no “âmbito de uma ação de fiscalização destinada ao controlo das regras de captura, exercício de pesca marítima e cultura de espécies marinhas”, e teve como objetivo “controlar a utilização das redes de tresmalho, vulgarmente conhecidas como redes majoeiras”.
No decorrer desta ação, foram “detetadas e apreendidas 21 redes majoeiras, que continham 16 quilos de pescado diverso”, e foram, ainda, “elaborados cinco autos de contraordenação, cuja coima pode vir a atingir os 25 mil euros”, informou a mesma fonte.
O pescado apreendido foi doado ao Parque Biológico de Vila Nova de Gaia, garantiu a GNR.
Na mesma nota, a GNR recorda que “a utilização destas redes só é permitida nas áreas de jurisdição marítima compreendidas entre as capitanias do Porto do Douro até à Nazaré, e no período compreendido entre 1 de outubro e 30 de abril de cada ano, com exceção dos sábados, domingos e feriados”.

CATEGORIAS