Salvador Malheiro diz que nada está controlado e defende a manutenção da “cerca sanitária” a Ovar

Salvador Malheiro diz que nada está controlado e defende a manutenção da “cerca sanitária” a Ovar

Numa altura em que o Conselho de Ministros “já terá aprovado a manutenção da cerca sanitária ao concelho de Ovar”, disse Salvador Malheiro, por um período de mais 15 dias, o autarca veio a terreiro dizer que “apesar de não conhecer o teor do despacho, tudo irá fazer para o cumprir na íntegra”, justificando que este é “o desafio das nossas vidas”.
O autarca já tinha dito que via “com bons olhos a manutenção do cerco”, e salientado que se trata de “não desperdiçar todo o trabalho positivo que foi feito até hoje, em Ovar”. O presidente da Câmara Municipal de Ovar aproveita para lembrar que “apesar dos indícios positivos no concelho, a situação ainda não está controlada” e alerta que esta é “a hora de nós nos protegermos”.
Salvador Malheiro diz que defendeu “junto do Governo, a permissão de um corredor de mercadorias para as nossas indústrias, que possibilite uma redução dos seus prejuízos por continuarem fechadas”, salientando que, também propôs “a possibilidade dos take away poderem trabalhar”.
Ao 16º dia de cerca sanitária ao concelho, o número de casos de Covid-19 confirmados no nosso município ascendeu a 343, mais 32 do que ontem, e o número de óbitos em 14, mantendo-se o número de casos recuperados em 5.

CATEGORIAS